quarta-feira, 21 de junho de 2017

A História das Quatro Almas



Era uma vez quatro almas que nasceram na matéria. A primeira delas era um pouco mais esclarecida e, por isso, Deus lhe deu a missão de conduzir as outras três almas pelos caminhos da luz.
Logo após o nascimento, durante sua existência corporal, a primeira alma, mais esclarecida, foi ao encontro da segunda alma. Assim que a encontrou, pegou em sua mão e, de mãos dadas, a foi conduzindo pela escuridão. Após um tempo, apontou para ela o caminho da luz e a deixou seguir sozinha. Logo depois, foi ao encontro da terceira alma e fez a mesma coisa: pegou em sua mão e, de mãos dadas, a primeira alma conduziu a terceira alma pela escuridão, mostrando depois o caminho a ser seguido para a luz.
Assim que deixou a terceira alma, a primeira alma foi ao encontro da quarta e última alma que ela deveria auxiliar na vida corpórea. Fez exatamente o mesmo das duas primeiras: pegou em sua mão e, de mãos dadas, ambas começaram a caminhar juntas. No entanto, a quarta alma deu dois passos e logo depois parou. A primeira alma disse: “Vamos. Eu te mostrarei o caminho”. Mas a quarta alma retrucou: “Não quero ir. Prefiro permanecer aqui mesmo”.
A primeira alma insistiu: “Procure entender que aqui só existe escuridão. Mas há um lugar melhor para todas nós, almas de Deus, que é um local todo iluminado”. A quarta alma permaneceu irredutível e reafirmou: “Não me importo. Quero ficar aqui”.
Nesse momento, de mãos dadas, enquanto a primeira alma fazia força para frente, a quarta alma fazia força para trás, e a força de uma anulava a força da outra. Acreditando saber o que é melhor, a primeira alma, ainda de mãos dadas, tentou convencê-la e fez ainda mais força para que ambas seguissem, mas a quarta alma insistiu que preferia ficar e, por isso, fez mais força ainda para ficar onde estava. A primeira alma, mais esclarecida, acabou ficando presa nessa situação, de mãos dadas com a outra, tentando carregá-la e forçando seu caminhar, mas a quarta alma não queria de jeito nenhum seguir para a luz.
A vida material de ambas foi se esgotando, até que chegou ao fim. A primeira alma acabou ficando presa ao mundo, sem conseguir ir para a luz. A quarta alma também permaneceu presa à matéria, como era seu desejo. Por isso, as duas almas acabaram se transformando em fantasmas que perambulavam perdidas e erráticas pelo mundo astral da Terra.
Essa é uma lição que serve para todos nós. Aquele que pega na mão de uma pessoa e tenta levá-la ao melhor caminho, deve entender que o outro pode não querer ser ajudado e pode optar por permanecer estagnado onde está. Assim, quando damos a mão a alguém e essa pessoa não quer seguir em frente, o melhor é soltar sua mão e caminhar sem ela. Caso contrário, os dois ficarão estacionados, presos, e o resultado será a perda de suas vidas.
Não jogue fora a sua vida tentando carregar os outros. Se a pessoa que você ama não quer se melhorar, solte sua mão e siga em frente. Não tente forçar a melhora do outro; não intente modificar alguém que não quer mudar; não imponha o desenvolvimento a ninguém. Respeite sua livre vontade de ficar onde está e não se melhorar. Se a pessoa não quiser caminhar, solte sua mão e caminhe você… Cada alma que vem a Terra é responsável apenas e tão somente pelo seu próprio destino. Ninguém pode forçar a caminhada daqueles que preferem ficar inertes e estacionados em seu próprio nível.

(Hugo Lapa)

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Pai Nosso (Emmanuel)


Nosso Pai, que estás em toda parte;
Santificado seja o teu nome, no louvor de todas as criaturas;
Venha a nós o teu reino de amor e sabedoria;
Seja feita a tua vontade, acima dos nossos desejos;
Tanto na terra, quanto nos círculos espirituais;
O pão nosso do corpo da mente dá-nos hoje;
Perdoa as nossas dívidas, ensinando-nos a perdoar nossos devedores com esquecimento de todo mal;
Não permitas que venhamos a cair sob os golpes da tentação de nossa própria inferioridade;
Livrai-nos do mal que ainda reside em nós mesmos;
Porque só em ti brilha a luz eterna do reino e do poder, da glória e da paz, da justiça e do amor para sempre!
Assim seja!

(Emmanuel - Psicografia de Chico Xavier)

quarta-feira, 17 de maio de 2017

O Urso e a Panela


Um grande urso, vagando pela floresta, percebeu que um acampamento estava vazio, foi até a fogueira ardendo em brasas e dela tirou um panelão de comida. Quando a tina já estava fora da fogueira, o urso a abraçou com toda sua força e enfiou a cabeça dentro dela, devorando tudo. Enquanto abraçava a panela, começou a perceber algo lhe atingindo. Na verdade, era o calor da tina.

Ele estava sendo queimado nas patas, no peito e onde mais a panela encostava. O urso nunca havia experimentado aquela sensação e, então, interpretou as queimaduras pelo seu corpo como uma coisa que queria lhe tirar a comida. Começou a urrar muito alto. E quanto mais alto rugia, mais apertava a panela quente contra seu imenso corpo. Quanto mais a tina quente lhe queimava, mais ele a apertava contra o seu corpo e mais alto ainda rugia.

Quando os caçadores chegaram ao acampamento, encontraram o urso recostado a uma árvore próxima à fogueira segurando a tina de comida. O urso tinha tantas queimaduras que o fizeram grudar na panela e, seu imenso corpo, mesmo morto, ainda mantinha a expressão de estar rugindo.

Moral: Quando terminei de ouvir esta história de um mestre, percebi que, em nossa vida, por muitas vezes, abraçamos certas coisas que julgamos importantes. Algumas delas nos fazem gemer de dor, nos queimam por fora e por dentro, e, mesmo assim, ainda as julgamos importantes. Temos medo de abandoná-las e esse medo nos coloca numa situação de sofrimento e de desespero. Apertamos essas coisas contra nossos corações e terminamos derrotados por algo que tanto protegemos, acreditamos e defendemos. Para que tudo dê certo em sua vida, é necessário reconhecer, em certos momentos, que nem sempre o que parece salvação vai lhe dar condições de prosseguir. Tenha a coragem e a visão que o urso não teve. Tire do seu caminho tudo aquilo que faz seu coração arder. Solte a panela!

terça-feira, 4 de abril de 2017

Oração de São Miguel para Dissipar as Energias Negativas



Em nome e pelo Poder da Amada e Poderosa Presença de Deus Eu Sou, em nossos corações e em nome do Arcanjo Miguel, com Sua autoridade de Príncipe dos Arcanjos, Eu Sou comandando que a Chama Azul desça, desça, desça sobre mim e carbonize completamente toda energia negativa e destrutiva que me assedia.

Eu Sou o Poder do Príncipe dos Arcanjos, o Arcanjo Miguel, dissolvendo, dissolvendo, dissolvendo, toda energia destrutiva, linhas de forças negativas, toda obsessão, tudo o que é menor que a Perfeição que tenta me impedir de seguir o meu rumo, livre do assédio de vibrações e seres que não são da Luz.

Pelo Poder Solar das Chamas do Arcanjo Miguel e Elohim Astréa, Eu Sou comandando: Ó!!! Seres que não servem a Luz, Afastai-vos do meu Cristo, afastai-vos do meu Cristo, afastai-vos do meu Cristo, para que eu possa viver dentro da Lei do meu verdadeiro Ser.

Em nome do Arcanjo Miguel, Eu Sou cravando em meu peito, Eu Sou cravando em meu peito, Eu Sou cravando em meu peito, a Cruz Azul de Infinito Amor e Proteção do Arcanjo Miguel, e aonde quer que eu esteja, esta Cruz estará brilhando como um Sol, afastando de mim qualquer ser, vibração, condição ou coisa, que deseje se apoderar dos meus corpos ou de minhas energias e consciência.

A partir de agora eu sou um(a) portador(a) da Cruz de Chama Azul do Arcanjo Miguel e essa Cruz será vista por qualquer ser. Quanto aqueles que me assediavam, pelo Poder do Arcanjo Miguel e Elohim Astréa, Eu Sou comandando que os Anjos da Chama Azul os levem, levem, levem agora de volta ao plano astral, para que finalmente sejam encaminhados aos Templos de Compaixão da amada Kuan Yin, e que através do Amor Libertador e da Misericórdia do sétimo raio, sejam dissolvidas as energias cristalizadoras que os impediam de enxergar a verdade e isso os faça entender que também são uma parte de Deus e Deus é Amor.

Está feito como Deus Eu Sou, o mais Poderoso e Sagrado nome.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Oração dos 12 Ministros de Xangô



Salve São Jerônimo, São João e São José!

Saravá, oh poderoso Pai Xangô!

Saravá os Doze Ministros de Xangô!

Saravá meu pai Xangô e seus doze ministros da sua corte, grande Orixá, rei da justiça.

Senhor do trovão raiado olhai por mim no poder desta reza. Xângô poderoso, pai bondoso, mas justiceiro, peço aos teus Doze Ministros por mim, para que me absolva no seu grande tribunal do céu e da terra.

Doze pedras sustentam tua coroa no mais alto dos penhascos, que pai Zambi te deu. Olhai por mim, meu pai.

Tu és um Deus, um orixá que reina no céu e na terra como:

Senhor Kaô

Senhor Bá

Senhor Doju

Senhor Alafim

Senhor Agodô

Senhor Ajacá

Senhor Afunjá

Senhor Abomi

Senhor Sambará

Senhor Aganju

Senhor Airá

Senhor Baru

Estas são tuas faces, que olham os teus filhos nesta terra de dor e de aflição.

Olha por mim meu pai, e seus Doze Ministros sempre a meu lado e a meu favor.

Doze Ministros,


Doze coroas,

Doze meses do ano eu vencerei e vencerá quem estiver ao meu lado, pois assim, o meu pai, o senhor Xangô, quer.

Ao 1º Ministro Abiódún

Eu peço pela minha saúde.

Ao 2º Ministro Onikôvi

Eu peço vitória em tudo que eu queira e mereça.

Ao 3º Ministro Onanxókún

Eu peço perdão pelas minhas faltas.

Ao 4º Ministro Obá Telá

Eu peço Amor, e que ele nunca me falte, que eu possa também dar a quem não tem.

Ao 5º Ministro Olugban

Eu peço justiça e que ela seja feita conforme sua vontade.

Ao 6º Ministro Aresá

Eu peço coragem na luta, e nunca fugir dela.

Ao 7º Ministro Arê Otún

Eu peço sabedoria nas decisões.

Ao 8º Ministro Otun-Onikôi

Eu peço autoridade para mandar pra longe de mim os inimigos.

Ao 9
º Ministro Otun-Onanxókún

Eu peço fartura na minha vida e na minha casa.

Ao 10º Ministro Nfó

Eu peço verdade a qualquer custo.

Ao 11º Ministro Ossi-Onikôyi

Eu peço união com os meus e com todos que estejam do meu lado.

Ao 12º Ministro Fkô-Kabá

Eu peço a Misericórdia de Xangô, pois essa é a reza de invocação aos doze ministros .

E com esta reza eu estarei protegido, estarei guardado pelo poder, pela Luz e pela Glória do senhor da Justiça.

Kaô Cabecile! Meu Pai Xangô.

Que assim seja!

E para sempre seja louvado!

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Oração de São Cipriano para Ganhar Dinheiro


Salve São Cipriano, fazei que muito dinheiro, riqueza e fortuna fiquem para sempre comigo. São Cipriano trazei muito dinheiro, riqueza e fortuna pra mim.


Assim como o galo canta, o burro rincha , o sino toca , a cabra berra , assim tu São Cipriano hás de trazer muito dinheiro, riqueza e fortuna pra mim.
Assim como o sol aparece, a chuva cai, faça São Cipriano o dinheiro, a riqueza e a fortuna serem dominados por mim (seu nome), assim seja .

Preso debaixo do meu pé esquerdo, com dois olhos vejo o dinheiro, a riqueza a fortuna, com três eu prendo, o dinheiro, a riqueza e a fortuna, com meu Anjo da Guarda peço que muito dinheiro, riqueza e fortuna venham ate mim.Como uma cobra rastejante que o dinheiro, a riqueza e a fortuna só se sinta bem perto de mim, que não consiga ficar com quem não merece, que não fique com nenhuma outra pessoa que não seja eu, que atenda todas as minhas vontades, comprando o que eu quiser, gastando como eu queira, que nunca me faça sofrer por ficar sem o dinheiro, que quando eu durma e acorde sempre o dinheiro, a riqueza e a fortuna estejam dentro da minha casa, da minha bolsa, do meu bolso, da minha empresa ou onde eu estiver.

Que o dinheiro, a riqueza e a fortuna não consigam estar longe de mim, que seus valores sejam sempre altos, muito altos, voltados só para mim, que o dinheiro, a riqueza e a fortuna São Cipriano, sejam muito valiosos para mim. Que assim seja. Pelo poder de São Cipriano, assim seja .Que muito dinheiro, riqueza e fortuna em penca, venham atrás de mim, para que possamos ter conforto, fama, poder, saúde, ajudar os mais necessitados, ter um bom convívio e assim sermos felizes.

Peço a São Cipriano, que o dinheiro, a riqueza e a fortuna me procurem ainda hoje, peço isto ao poder das Três Almas Iluminadas que vigiam São Cipriano, assim seja. Que o dinheiro, a riqueza e a fortuna venham logo de uma vez para a minha casa, minha vida,minha empresa e meus negócios. Que os inimigos não nos vejam, não nos enxerguem, assim seja, assim será, assim está feito.

Ó São Cipriano e as Três Almas Iluminadas que vigiam São Cipriano, atendam ao meu pedido.